Empresa viabiliza venda de produtos que seriam descartados pela indústria

Empresa viabiliza venda de produtos que seriam descartados pela indústria

FONTE: SA VAREJO – https://www.savarejo.com.br/detalhe/simples-assim-sa/empresa-viabiliza-venda-de-produtos-que-seriam-descartados-pela-industria

Margens no varejo podem chegar a 100%

Produtos ainda em perfeito estado, mas que seriam descartados pela indústria porque foram descontinuados, apresentam pequenos defeitos ou estão próximos do vencimento, podem gerar margens de até 100% no varejo, dependendo da negociação. Quem garante é a XPrajá , que oferece uma tecnologia para conectar grandes indústrias como P&G, Unilever, Mondelez, Casa Suíça, Mars, Nestlé e Jonhson & Jonhson a varejistas em todo o Brasil.

A empresa é uma greentech brasileira especializada em promover a redução do descarte de produtos pelas indústrias de bens de consumo por meio da criação de oportunidades para o varejo. Ela recoloca produtos em data crítica, remanufaturados e descontinuados que seriam dispensados pelas indústrias, ajudando a reduzir o passivo ambiental, além dos custos relacionados ao processo de descarte.

Com o apoio da tecnologia da XPrajá, a indústria determina como vai ser a recolocação, evitando canibalização do mercado. Escolhe, por exemplo, a região, a cidade e a proposta. Com tudo definido, a XPrajá coloca a oferta à disposição dos varejistas cadastrados na plataforma que pertencem à área de interesse da indústria. A greentech é responsável pelo acompanhamento e a intermediação, oferecendo inclusive tecnologia própria com geolocalização para a indústria e o varejo acompanharem em tempo real a entrega do produto. A negociação e o processo de compra e entrega são feitos diretamente entre indústria e varejo.

“O varejo coloca a margem de forma proporcional ao valor que ele paga e o lucro pode ser de até 100%, isso sem canibalizar o mercado. Ou seja, recolocamos o produto em lugares onde a indústria geralmente não faz negócio e onde ela escolhe. Dessa forma, mesmo o vajerista ganhando toda essa porcentagem, o produto chega ao consumidor pelo mesmo valor de mercado”, explica Vinícius Alves, CEO e fundador da XPrajá.

De acordo com a empresa, produtos como shampoos importados e chocolates são os que garantem maior margem percentual. Chicletes, balas e fraldas também apresentam rentabilidade expressiva, podendo chegar a uma margem de 80%; enquanto em biscoitos pode ser de 50%. Já os produtos remanufaturados, ou seja, aqueles que saíram com algum defeito e, por isso, não podem ser comercializados pelas indústrias – bolos e panetones, por exemplo – , são os que garantem menor margem.

Leave a Reply