A “onda verde” é inevitável

A “onda verde” é inevitável

A pandemia do coronavírus expôs grandes falhas em nosso funcionamento enquanto sociedade, especialmente em países emergentes como o nosso, mas não exclusivamente. Questões de desigualdade, a importância de serviços públicos, garantir o sustento de trabalhadores e pequenas empresas e o nosso impacto no planeta são feridas constantes, que ficaram ainda mais expostas.

A esperança é que consigamos tirar lições dessa situação com precaução e prevenção, nos deixando mais seguros para que os impactos sociais e econômicos não sejam tão graves. 

Já destacamos aqui em nosso blog, que a maior ameaça para o nosso futuro são as mudanças climáticas. Para o Fórum Econômico Mundial, precisamos reduzir em 50% as emissões de CO2 até 2030, e chegar a neutralidade de carbono em 2050. As empresas e países que já entenderam isso e começam a dar passos nesse sentido estão saindo na frente, por que é um caminho que todos devem seguir eventualmente.

Uma das principais ações a nível mundial nesse sentido é a série de propostas econômicas sugeridas pelo Partido Democrata americano chamada de Green New Deal, em referência ao New Deal que ajudou a tirar o país da Grande Depressão. Propostas como essas não são exclusivas aos americanos, a União Europeia possui o Pacto Ecológico Europeu e outros países as suas versões e planos semelhantes. 

Novos empregos serão gerados, novas indústrias criadas e toda uma rede de infraestrutura com foco em sustentabilidade será desenvolvida. A onda verde é inevitável se quisermos ter um futuro. A sustentabilidade de nossa economia é imprescindível e não temos tempo hábil para procrastinar esses investimentos, independente do que os negacionistas ambientais pensem. Ficar para trás nesse cenário é um erro não importa o seu ponto de vista, seja social, ambiental ou econômico. 

Faça como a XPraJá e invista no futuro agora. 

Leave a Reply